Will & Will: Um nome, um destino, de John Green e David Levithan

14:44


"A verdade, porém? Todo mundo tem uma. Essa é nossa maldição e nossa bênção. Essa é nossa tentativa e nosso erro e nossa coisa certa."

Livro: Will & Will - Um nome, um destino.
Escritor: John Green e David Levithan
Páginas: 348
Gênero: Romance/ Young Adult
Editora: Galera Record

Will e Will, conta a história de dois caras que possuem o mesmo nome: Will Grayson. Cada capítulo é contado por um desses caras, o primeiro que nos é apresentado é um Will fechado, que não se permite se apegar as coisas, tendo duas regras básicas para se guiar, a primeira: "Não se importar muito com nada" e a segunda: "Calar a boca". Este Will é filho de médicos, joga no time do colégio e tem como melhor amigo Tiny Cooper.

Tiny Cooper é um cara alto e corpulento, também joga no time do colégio, é rico e gay. Tiny já teve várioooos namorados, nenhum namoro durou muito tempo, mas ele sempre se apega super rápido a estes namorados e sofre horrores ao terminar.. Alguns dias depois ele aparece com alguém novo!

O outro Will é criado pela mãe, trabalha nos finais de semana em uma farmácia para conseguir pagar os remédios de depressão que ele tem que tomar. Tem como única amiga uma garota chamada Maura, os dois meio que se entendem em sua solidão. O único que lhe traz felicidade é o amigo (namorado-rolo) Isaac.



"Talvez haja alguma coisa que vocês tenham medo de dizer, ou alguém que você temam amar, ou algum lugar onde têm medo de ir. Vai doer. Vai doer porque é importante."

Numa sexta, uma banda que o Will 1 (aquele das duas regras) e Jane, uma garota do colégio que faz parte do clube de Tiny, vai tocar em Chicago. Os três resolvem ir até lá para assistir ao show, mas antes Jane leva Will 1 até um amigo para conseguir uma identidade falsa, já na entrada descobrem que o cara errou o ano, sendo assim a identidade não vale de nada, tendo de esperar Jane e Tiny saírem do show, Will1 vai até um sex shop, buscando algo legal para poder contar para os amigos.

Mas não é só o show que ocorre naquela noite, Isaac marca um encontro com o Will 2 (aquele que trabalha na farmácia), em Chicago. Will 2 chega lá com um choque ao descobrir que o local combinado é um sex shop, ao entrar percebe que não há nem sinal de Isaac, mas decidi esperar, afinal ele pode ter se atrasado! Porém o cara do caixa chama sua atenção, ao dizer seu nome em voz alta, mas ao responder o cara descobre que na verdade ele está falando com o outro garoto que está lá.

Will 2 decidi sair e falar com Will 1. O celular dos dois toca (quase) juntos, Jane é quem está ligando para Will 1, enquanto para Will 2... Bem, a notícia não é boa. Tudo não passou de uma brincadeira de mal gosto, não existe Isaac, era tudo uma mentira. A dor misturada com raiva fazem Will 2 chorar e Will 1 tenta ajudá-lo.

Após algum tempo, Tiny e Jane aparecem por lá, Tiny que é experiente em desilusões manda Will 1 e Jane darem uma volta, enquanto ele e Will 2 conversam. E naquela noite começa o relacionamento de Tiny Cooper e Will 2.


"Você junta todos os meus pedacinhos, e sou muito grato por isso."

Além do relacionamento o livro mostra também o desenrolar de um musical escrito por Tiny. Este livro esta além de uma simples história de amor, ele mostra o quão difícil é manter um relacionamento para alguém com depressão e baixa autoestima, que aquilo que as pessoas demonstram nem sempre é o que está dentro dela, que o perdão é extremamente importante e que se você quer algo deve se jogar sem medo de se machucar.

Mais uma vez John Green consegue arrancar lágrimas de seus leitores, já David Levithan devo admitir que é o primeiro livro que leio desse autor, mas me causou uma curiosidade imensa para conhecer mais obras dele!

Os dois conseguem nos fazer ver como por vezes somos egoístas, imersos em nossos próprios problemas e esquecendo que a vida dos que nos rodeiam também não é nenhum universo multicolorido.

Quebrando os tabus da homossexualidade e fazendo uma obra fascinante, daquelas que você não consegue largar até chegar ao fim, posso afirmar que o livro acaba com um gosto de quero mais. Frases que explicam sentimentos de uma forma tão autêntica que chega a arrepiar, uma diagramação perfeita, folhas amareladas (daquelas que tanto gostamos!), fonte num tamanho legal e uma capa maravilhosa, é o que os autores e a editora nos dão!

Já leu esse livro? Me fala o que achou e conta também se gostou da resenha! Ah, se você já leu algum outro livro do David Levithan, indica pra mim, vou amar conhecer!

You Might Also Like

0 comentários

Hey, me conta o que achou! ♥

Wattpad

Citação:

"O amor não é uma brincadeira! Não é a suavidade das flores! É trabalho pesado, uma busca que nunca termina. Exige tudo de você, especialmente a verdade. Somente então lhe concede recompensas."

- A Casa de Hades.

Blog Archive